FARMAIS DE DRACENA

terça-feira, 14 de março de 2017

FLORINDO TABACCHI SERÁ NOME DE CONJUNTO HABITACIONAL

A Câmara de Dracena aprovou, nesta segunda-feira, a denominação de "Prefeito Florindo Tabacchi" para o futuro Conjunto Habitacional da CDHU, com  300 casas. A iniciativa é Poder Executivo.

HISTÓRICO DO EX-PREFEITO

Florindo Tabacchi nasceu em Taquaritinga/SP em 3 de dezembro de 1924. Era o filho mais velho de Eduardo Franklin Tabacchi e de Luiza Galli Tabacchi, sendo irmão de Ernesto, Dulce e Doroty. O casamento com dona Eurídice Contatore (dona Lida) se deu em 7 de fevereiro de 1946, em Tanabi.
A família Tabachi se mudou para Dracena em 1952, sendo que Florindo atuava na área de Contabilidade e no beneficiamento de café. Foi sócio-fundador e presidente do Rotary de Dracena no ano rotário 1956/1957.
Sua primeira experiência política na Cidade Milagre foi a candidatura a prefeito em 1957, perdendo para Juvenal Pezolato. Começava ali a tradicional disputa entre Pezolatistas e Florindistas.
A primeira eleição do prefeito Florindo se deu quatro anos depois com mandato no período de 4 de abril de 1961 a 3 de abril de 1965, tendo como vice Manoel Gomes Gonçalves (Galeno). A chapa obteve 70% dos votos para a quarta legislatura.
Galeno foi eleito prefeito no mandato seguinte e Florindo se elegeu vereador e foi presidente da Câmara entre abril de 1965 e abril de 1966.
Na sexta legislatura, entre 4 de abril de 1969 e 31 de janeiro de 1973, Florindo foi prefeito pela segunda vez, tendo como vice o dr. Jophir Avalone. Foram 12 anos de mandato ininterrupto na Prefeitura e Câmara de Dracena.
Florindo não se afastou da política e apoiou o dr. José Cláudio Grando em 1988 e participou de um comício do então candidato Júnior Stelato em 2000 no Distrito de Jaciporã.
Após um período de muita prosperidade com negócios em Dracena, inclusive, no setor de cafeeira, Florindo foi residir em São José do Rio Preto por volta de 2003 e não mais visitou a Cidade Milagre. A esposa Lida faleceu em 2005.
Florindo Tabacchi voltou a residir em Tanabi. Seu falecimento se deu em 21 de outubro de 2007, aos 82 anos. A filha Ana Sílvia morreu anos depois.
Publicações de época lembram algumas das realizações de Florindo Tabacchi em Dracena: ampliação das redes de água e esgoto, energia elétrica, asfalto e telefone.
Outro marco foi a construção do Paço Municipal, utilizado até hoje. Jardim da Praça da Igreja Matriz, Ginásio de  Esportes, aeroporto, Praça da Bandeira, prédios escolares de Jamaica e Jaciporã, Escola Julieta Guedes, Delegacia Agrícola, Banco do Estado, Ginásio Estadual, instalação da Delegacia de Ensino, Delegacia  Regional de Polícia, entre tantas outras.
Por ocasião da morte de Florindo, o então prefeito Júnior Stelato, através do decreto 5.341, observou três dias de luto no município.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ANÔNIMO COVARDE AQUI NÃO TEM VEZ.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.